LA CIUDAD DE BUENOS AIRES

CIDADE BUENOS AIRES

CIDADE BUENOS AIRES

Quando chegue a Buenos Aires, perceberá rapidamente que os pilares turísticos da cidade são o tango, a carne e o futebol. Não se preocupe com isso. Você terá oportunidades de sobra para comer um maravilhoso filé-mignon, para desfrutar de um show com música de Gardel ou visitar o estádio de futebol mais famoso da cidade: a Bombonera. Mas por trás desses emblemas das tradições de Buenos Aires, existe uma cidade moderna e cosmopolita que esconde dezenas de segredos. Uma cidade que combina uma enorme oferta cultural com uma vida noturna vibrante.


Palermo Viejo

Palermo Viejo

Palermo Viejo

Palermo Viejo era um bairro um pouco boêmio, com ruas de paralelepípedos e casas antigas. Mas, principalmente a partir da primeira década deste século, viveu uma grande transformação e agora é o principal polo de gastronomia, moda e design de Buenos Aires. Está dividido em duas partes: da Avenida Juan B. Justo até o norte é chamado de Palermo Hollywood (cujo nome está inspirado na grande quantidade de produtoras de cinema e televisão que funcionam nesta zona). Em direção ao sul, se chama Palermo Soho -em alusão ao célebre distrito de Nova York- o maior centro de compras alternativo de Buenos Aires.


GASTRONOMÍA Y VIDA NOCTURNA

GASTRONOMIA E VIDA NOTURNA

GASTRONOMIA E VIDA NOTURNA

Com mais de 750 restaurantes, Palermo é o principal motor da nova gastronomia portenha que não para de crescer em termos de diversidade e qualidade. Dois dos sobreviventes da primeira camada que se instalou no bairro a partir de 2001 são Olsen, com seus pratos nórdicos e seu bonito jardim e Sudestada, um pequeno bistrô que oferece pratos asiáticos. Também não se pode deixar de mencionar o Tegui, restaurante do cozinheiro Germán Martitegui, que em 2013 foi escolhido como o melhor do país e o 9o melhor da América Latina na lista America's 50 Best Restaurants, uma publicação de William Reed Business Media. Para comida peruana, Osaka é o emblema da fusão nikkei e Olaya, outra infalível opção de alta gama. Para os fanáticos do sushi, vale a pena encontrar o primeiro andar onde funciona M Omakase, cujo sushiman oferece atendimento personalizado. Finalmente, alguns dos cozinheiros argentinos jovens mais notáveis oferecem seus pratos nos seguintes lugares: Matías Kyriazis, com seus menus degustação em Paraje Arévalo e Rodrigo Castilla no seu rústico bistrô Las Pizarras.


Para um almoço informal ou um lanche ao sol, vale a pena passar por Plaza Armenia, centro neurálgico de Palermo Soho, onde há vários restaurantes e pequenos cafés com vista ao verde do parque. Fornería (combinação de cantina e bistrô de Manhattan) e Quimbombó são dois dos estabelecimentos que se destacam.

Além disso, nos últimos anos surgiu um novo movimento que não para de crescer: delicatessens com sanduíches e doces caseiros como B-Blue, Oui Oui, Pani, Nucha, Cocu, Ninina e Le Pain Quotidien. Dado útil: fazer uma breve parada no Lattente para tomar um café machiatto. É uma das melhores cafeterias da cidade.

E, claro, não poderiam faltar as churrascarias conhecidas como as excelentes La Cabrera ou Don Julio e outras menores com boa relação preço-qualidade. Don Niceto, Minga, Miranda, La Bandurria e El Bonpland são alguns exemplos, entre muitos outros. Trata-se de churrascarias simples, mas adequadas, onde a provoleta (queijo provolone assado nas brasas) e a carne sempre estarão perfeitas e poderão ser acompanhadas por um digno vinho tinto. Mas se você quiser experimentar algo fora do circuito habitual, deve passar pelo Club Eros, um antigo clube que continua mantendo o jeito antigo do bairro. E o Social La Lechuza é outro antigo restaurante que merece ser visitado.


DISCOTECAS

DISCOTECAS

DISCOTECAS

À medida que a meia-noite se aproxima, brilha em Palermo um circuito de discotecas ao redor de dois pontos fortes: a avenida Niceto Vega, entre as ruas Humboldt e Arévalo, onde estão agrupados uma dezena de lugares para dançar até a madrugada. Em alguns deles, como o Niceto Club, há shows ao vivo de músicos locais e internacionais. O Ink é outro dos mais convocadores. O outro polo para dançar está nas proximidades da esquina das ruas Honduras e Godoy Cruz. Congo, Kika, Brook e Belushi são alguns dos nomes que você deve ter em mente.


MODA

MODA

MODA

No início, alguns designers independentes chegaram ao bairro para ver se davam sorte. Depois, chegaram as grandes marcas. Atualmente, em Palermo Soho convivem butiques de marcas importantes, como Adidas, Gola, Vitamina e Bensimon (apenas para mencionar algumas) e algumas marcas menos conhecidas, como El Cid ou os sapatos de Demócrata. Na rua Armenia estão concentradas as butiques de roupa feminina e na rua Gurruchaga as de roupa masculina. Aos sábados, ao redor da Plaza Julio Cortázar, há feiras na rua e nos bares, com peças a bom preço.


Além disso, atravessando a Avenida Córdoba, nas ruas Aguirre e Velazco, funcionam dezenas de outlets, onde as grandes marcas oferecem produtos com desconto. Não fica exatamente em Palermo, mas vale a pena andar algumas quadras para conhecê-los.


CENTRO: SHOWS Y TEATROS

CENTRO DA CIDADE: ESPETÁCULOS E TEATROS

CENTRO DA CIDADE: ESPETÁCULOS E TEATROS

O coração comercial e financeiro da cidade está localizado no chamado microcentro, onde durante a semana é possível sentir o pulso agitado de Buenos Aires. As ruas de pedestres Florida e Lavalle são as artérias tradicionais para dar um passeio por esta área; no entanto, nos últimos anos foram adicionadas novas ruas apenas para pedestres. Uma delas é a rua Reconquista, que reúne uma série de bares que ficam lotados e canecas de cerveja, todos os dias a partir das 18 horas, na hora do happy hour. A Plaza San Martín, por sua vez, é o espaço verde que dá ar e luz ao bairro. E a tradicional Avenida Corrientes é o corredor ao que deve prestar atenção se está procurando boas peças de teatro e extraordinárias livrarias. É claro que, depois do espetáculo, você não pode deixar de comer uma boa pizza em alguma das tradicionais pizzarias dos arredores, como Güerrin, Banchero ou El Cuartito.


BARES

BARES

BARES

Junto com o auge gastronômico, Palermo também cresceu em matéria de bares e lugares com coquetelaria.
Por um lado, estão os bares para tomar chope e Fernet com Coca-Cola, lugares onde a música está no máximo volume e nas horas de mais movimento, os clientes estão em pé. Costumam estar agrupados ao redor da Plaza Serrano e também na esquina de Fitz Roy e Honduras, onde o bar Único é um ponto de encontro obrigatório e o Sonoman é o segundo mais popular. Também está o Bangalore, célebre pelo chope e pelo gim-tônica em jarra. Carnal, por outro lado, é o lugar ideal para tomar uma caipirinha no terraço que brilha nas noites de calor.


Mas, acima de tudo, em Palermo há um importante movimento de alta coquetelaria, com alguns dos bartenders mais criativos da cidade. O Frank's Bar, por exemplo, emula os anos 50 em Nova York e para ter acesso ao bar é necessário obter um código que é divulgado via Twitter e Facebook. Vale a pena conhecer o semioculto Victoria Brown, Rey de Copas (um lugar com estética própria criado pelo filho do artista uruguaio Páez Vilaró), Peugeot Lounge, o gim-tônica do Bernata, o terraço do Lei Motiv, o happy hour do Duarte e também do Soria, para aqueles que querem um bom drinque e um ambiente sociável. Além disso, vale a pena perguntar pelo Nicky Harrison, oculto perto das ruas Malabia e Costa Rica. Um bar que, sem nenhuma dúvida, pode surpreender.


PUERTO MADERO: MODERNIDAD FRENTE AL RÍO

PUERTO MADERO: A MODERNIDADE EM FRENTE AO RIO

PUERTO MADERO: A MODERNIDADE EM FRENTE AO RIO

Partindo do centro da cidade e atravessando a Avenida Leandro Alem chegará a Puerto Madero (onde antes funcionou o porto de Buenos Aires), a área comercial mais organizada e moderna da cidade, com muitos restaurantes (especialmente na Avenida Alicia Moreau de Justo) e esplanadas para passear em frente dos antigos diques e um silêncio impressionante que fará você se sentir longe da agitação da  cidade. Lá poderá apreciar alguns dos prédios mais luxuosos de Buenos Aires. Se continuar andando, chegará à Costanera Sur e à Reserva Ecológica, um dos espaços verdes mais importantes da cidade.


SAN TELMO: HISTORIA, TANGO Y BOHEMIA

SAN TELMO: HISTÓRIA, TANGO E BOEMIA

SAN TELMO: HISTÓRIA, TANGO E BOEMIA

Na zona sul de Buenos Aires está localizado o bairro de San Telmo, talvez o mais tradicional e mais relacionado com o tango, atualmente convertido em uma espécie de Montmartre de Buenos Aires pela boemia que permeia suas calçadas estreitas. Além da típica feira de antiguidades que atrai multidões de turistas todos os domingos na Plaza Dorrego, vale a pena se perder nessas ruas de paralelepípedos e encontrar um bar com tira-gostos, cervejas e talvez algum baile de tango, a milonga. A rua Defensa e sua vizinhança definem as batidas do coração do bairro.


OTROS SITIOS DE INTERÉS

OUTROS PONTOS DE ATRAÇÃO

OUTROS PONTOS DE ATRAÇÃO

Além disso, Buenos Aires oferece algumas atrações imperdíveis para qualquer visitante. Aqui estão algumas delas:

Plaza de Mayo: a mais antiga praça da cidade, palco de muitos dos eventos políticos mais importantes da história da Argentina. Ao redor da praça encontrará outras atrações para visitar, como a Casa Rosada (sede do Governo Nacional), a Catedral Metropolitana (principal igreja da cidade) e o Cabildo de Buenos Aires (prédio histórico da época colonial).

Caminito: no coração do tradicional bairro de La Boca, uma caminhada para apreciar os típicos cortiços de chapa, pintados de diferentes cores. Lá também funciona uma pitoresca feira com diferentes artistas e dançarinos de tango.


Barrio Chino: em quatro quarteirões situados no bairro de Belgrano estão concentradas várias lojas geridas pela comunidade chinesa local: desde supermercados até bazares com produtos orientais, passando por dezenas de restaurantes. Um passeio divertido que vale a pena realizar.

Reserva Ecológica: na zona sul da cidade está localizado o maior espaço verde de Buenos Aires, um dos favoritos para quem quer caminhar ou andar de bicicleta. Se você está procurando um lanche, fique de olho nas barraquinhas de rua que vendem sanduíches de bondiola (lombinho de porco) e o famoso choripan, um sanduíche de linguiça grelhada.